A mulher e a redução da mortalidade materna: uma meta a se cumprir

Foto: amerios.com.br

Hoje, dia 28 de maio, é o Dia Nacional da Redução da Mortalidade Materna, um dos oito objetivos assumidos pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) para este milênio. Em 2003, a taxa média de mortalidade em países desenvolvidos era de 16 casos, enquanto que, em países em desenvolvimento, o número saltava para 230. A disparidade serviu como alerta sobre a ineficiência dos serviços de saúde nos lugares mais pobres do planeta, mas também para que o mundo se envolvesse na luta pela saúde da mulher.
A meta do PNUD era de reduzir a mortalidade materna – todo óbito causado por problemas relacionados à gravidez ou ao parto, ou até 42 dias depois dele – em 75% até 2015. O objetivo do Brasil era chegar a 35 casos de óbito materno a cada 100 mil nascimentos, mas hoje a taxa ainda é de 62 casos a cada 100 mil nascimentos.

Redução da Mortalidade Materna entre 1990 e 2015

Dados: PNUD

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), mais de meio milhão de mulheres no mundo morrem por causas maternas a cada ano e as implicações sociais são devastadoras, como a desestrutura familiar e a orfandade de um número desconhecido de crianças.  Estima-se que estes órfãos têm risco 5 a 10 vezes maior de morrer antes de completar dois anos do que as crianças que vivem com os pais.
Hoje 91% das grávidas têm atendimento pré-natal e 98% dos partos são realizados em hospitais, percentuais que parecem não condizer com o número de óbitos ainda existentes. Na verdade, essas estatísticas apontam para uma atenção maior ao pré-natal e a necessidade da elevação da qualidade dos partos.

 

Causa de Morte Materna

Dados: OMS

“O trabalho para a redução da mortalidade materna merece todo nosso esforço e atenção e passa, sobretudo, pela prevenção. Como mãe, fico mais triste ainda quando uma mulher chega a falecer num momento que poderia ser o mais feliz da sua vida”, declarou Ieva Lazareviciute, oficial do Programa do PNUD.

Comentários

comentários

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Powered by themekiller.com anime4online.com animextoon.com apk4phone.com tengag.com moviekillers.com